Saiba o que é e como funciona botão de pânico veicular

Imagem de diversos itens de sistemas representando a internet das coisas
Internet das Coisas: o que é e como impacta o rastreamento veicular?
3 de dezembro de 2018
Mão segurando um celular e ao fundo um caro vermelho.
Rastreador ou seguro: saiba quais são os prós de cada um
26 de dezembro de 2018
Mão com dedo indicador apontado para baixo próximo a um botão de pânico vermelho.

De acordo com pesquisas do IBGE, quase metade da população brasileira se sente insegura com relação à violência dentro de suas próprias cidades. O crescimento constante da criminalidade leva as pessoas a buscarem alternativas de se protegerem e aos seus bens.

Hoje os itens de segurança passaram a ser artigos essenciais na preservação do patrimônio como os automóveis, e o botão de pânico veicular é um deles.

Você sabe como esse dispositivo ajuda a resguardar os veículos e as pessoas dentro dele? Entenda como ele funciona e por que é tão importante sua instalação.

O que é o botão de pânico veicular?

O botão de pânico é um dispositivo de acionamento instalado dentro do veículo e interligado com o rastreador veicular, que é manipulado em situações de emergência, de forma discreta, com objetivo de mobilizar o socorro necessário.

Como ele funciona?

Esse aparelho é parte do equipamento de rastreamento do seu veículo, portanto, é necessária a instalação do primeiro para usufruir do segundo. Ele funciona da seguinte forma: o botão deve ser colocado em local discreto, porém, de fácil manuseio. Ao perceber uma situação de risco (sequestro relâmpago ou assalto) o motorista o aperta. Nesse momento, o equipamento envia um SMS para o celular cadastrado com a mensagem padrão de acionamento e a localização por GPS do veículo.

Por que ter um botão de pânico?

Segundo relatório apresentado pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública, o Brasil teve em 2016 a média de um furto ou assalto de veículo por minuto. Os números são alarmantes. Diante disso, é muito importante se proteger. Veja as situações em que o dispositivo é muito importante.

Segurança do motorista

Sem dúvidas, o principal motivo para ter um botão de pânico no veículo é para garantir a segurança do motorista. Ao se sentir em perigo ele envia o alarme para a central que está cadastrada, que localiza e envia o regaste de forma mais rápida. Um botão pode ser instalado, inclusive, no porta-malas, para o caso de a pessoa ser aprisionada por sequestradores.

Recuperação do veículo

Além da integridade do motorista, o botão de pânico também auxilia na recuperação de veículos e cargas roubadas, já que é possível rastreá-los pelo localizador do GPS. É possível também realizar o bloqueio de seu funcionamento.

Mais um canal de comunicação

Algumas empresas utilizam o botão do rastreador como um canal auxiliar de comunicação com os motoristas. Podem fazer, por exemplo, redirecionamentos de rotas ou, quando há necessidade do motorista entrar em contato com a empresa, o acionamento do botão para receber a ligação de volta.

Falhas de funcionamento

Informação de anomalias no funcionamento do veículo é outra função que pode ser utilizada com o acionamento do dispositivo e, assim, iniciar a manutenção rapidamente ou orientar o motorista de como proceder nesses casos.

Enfim, os índices de criminalidade no Brasil geram a necessidade de se preocupar cada dia mais com a inclusão de itens de segurança. Na busca por proteger o motorista, um aliado é o botão de pânico veicular, que de forma discreta aciona o socorro em situações de risco, entre outras funcionalidades. Mais cuidado nunca é demais!

Este post foi útil para você? Então compartilhe nas suas redes sociais e ajude outras pessoas a conhecerem mais sobre o assunto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *